Descubra como a Tecnologia RFID pode aumentar seu faturamento, visando o valor ao paciente


tecnologia RFIDCada vez mais empresas ligadas à área de saúde buscam otimizar o padrão dos processos sem reduzir a qualidade do serviço prestado, melhorando a logística hospitalar. Em um dia a dia corrido e com exigências que demandam qualidade aliada à agilidade é preciso encontrar alternativas seguras e eficientes que ajudem nestes mecanismos. E uma das soluções que têm contribuído é o RFID, a identificação por rádio frequência.

Essa tecnologia tem como preceito básico a agilidade e segurança em todo processo de gestão da logística hospitalar. O RFID é usado para identificar, rastrear e gerenciar os produtos sem que haja a necessidade de um campo visual. Por ser uma tecnologia de curto alcance, as etiquetas podem ser lidas automaticamente dispensando o trabalho manual e individual de leitura de códigos de barra, por exemplo.

tecnologia RFIDComposta por transponders, que podem ser caracterizados como leitores com antenas, computadores ou qualquer outro tipo de mecanismo que possa controlar o processo, a tecnologia RFID consegue obter os dados dos produtos através da radiofrequência, permitindo que as etiquetas sejam lidas através de barreiras como madeira, papel, plástico, etc. É possível acompanhar o processo da logística hospitalar em tempo real, eliminando o intermediário, otimizando assim tempo e recursos e garantindo maior agilidade e eficiência na entrega.

Com tudo isso em vista fica muito claro que esse tipo de avanço pode ajudar e muito nas soluções logísticas das empresas, mas como essa tecnologia se aplica a área da saúde?

Aplicações da tecnologia RFID no setor healthcare

 

Diminuir etapas da logística hospitalar sem reduzir a qualidade dos procedimentos é uma prática almejada pelas organizações. “Quando se utiliza o código de barras é preciso passar produto pelo scaner para realização da leitura. Com a tecnologia RFID, é possível alcançar ganho de escala e ler uma quantidade maior de produtos de uma única vez, sem ter interação humana, além de outras vantagens”, explica Leo Polli, Gerente de mercado da Gtt Healthcare, empresa que oferece soluções de automação e autoidentificação.

O RFID permite que se tenha agilidade nos processos de recebimento e expedição de estoques de medicamentos hospitalares, e também um ganho no controle dos prazos de validade de cada material e/ou medicamento.

tecnologia RFID

No chip da etiqueta RFID são gravadas informações como: fabricante, tipo de produto, lote, validade e um número único, como se fosse um CPF. “Temos rastreabilidade dos materiais e medicamentos etiquetados, logo, controle de todos estes itens que circulam livremente na logistica interna do hospital. Além disso, conseguimos apresentar na nossa plataforma web informações em tempo real de onde o produto passou, quando passou e por qual usuário foi manipulado, os ganhos vão além da operação, toda essa cadeia resulta em maior foco no atendimento ao paciente, e a garantia da integridade dos produtos neles utilizados”, de acordo com Polli.

Em relação aos custos, Polli explica que “o retorno do investimento é mais rápido do que se imagina, porque os hospitais conseguem diminuir os gastos com desperdício de materiais cirurgicos, medicamentos, má gestão de materiais e pessoal”. Segundo ele, com a tecnologia RFID aplicada na gestão da logística hospitalar, é possível alcançar até 90% de redução do desperdício.


Saiba mais sobre as principais tecnologias de auto identificação já existentes em nossas vidas. Baixe gratuitamente o eBook “Datamatrix, RFID e RTLS”.


autoid


Deixe um comentário

Seu email está seguro conosco.