tecnologia

Tecnologia médico-hospitalar: A transformação no atendimento ao paciente

Com mercado em expansão, redes hospitalares buscam na tecnologia formas de melhorias no atendimento aos pacientes.

Recentemente nós comentamos em nosso blog sobre alguns fatores que contribuem para perdas de materiais médicos que causam desperdícios. Pensando em evitar esses erros, não só relacionados ao desperdício, mas também com questões como logística, padronização de processos, manipulação correta de equipamentos, as empresas hospitalares estão investindo cada vez mais em material humano capacitado e, principalmente, tecnologia de ponta.

tecnologia medico-hospitalar

Há alguns anos, a maior Feira do setor na Ásia apresentava ao mundo possíveis soluções tecnológicas para ambientes hospitalares que poderiam revolucionar o atendimento e ajudar no redesenho dos processos. Não muito tempo depois, essas tecnologias já estão à disposição dos brasileiros. Mais do que isso, hoje o país é referência no setor de prestação de serviços, tendo a Gtt Healthcare como uma das pioneiras no mercado nacional.medicos

“A Gtt Healthcare desde sempre buscou nos mercados externos influências para desenvolver suas soluções, objetivando a transformação nos processos do setor médico-hospitalar através das altas tecnologias” Leo Polli – Gerente de mercado.

Cada vez mais os hospitais buscam os serviços de tecnologia avançada para melhorar o atendimento e ao mesmo tempo otimizar o serviço. No entanto, mesmo com todos os avanços tecnológicos disponíveis, a capacitação humana ainda é preponderante para o bom andamento dos processos. Por mais que um ambiente hospitalar esteja equipado com o que há de melhor no mercado, é necessário que as operações sejam feitas de maneira meticulosa.

Com toda essa tecnologia disponível é preciso saber fazer o bom uso dela. E o que será que os hospitais têm feito para melhorar a entrega dos serviços aos pacientes? Pois bem, um dos processos que mais têm sido trabalho nos últimos anos é a questão do aprimoramento da gestão da logística interna.

Tudo que acontece dentro das instalações hospitalares fazem parte da gestão de logística. Desde o atendimento na recepção, gestão de equipe, controle de medicamentos, relacionamento com os pacientes, etc, tudo faz parte deste processo. Se tudo for bem gerido, o impacto direto nos custos logísticos, no atendimento e, claro, no sucesso do modelo de negócio.

redução de custosNa prática, um bom modelo de exemplificação está na tecnologia RFID, que tem como premissa básica a agilidade e segurança no processo de gestão logística de um hospital.

Uma boa gestão dos fluxos ajuda na contenção de custos e na produtividade das operações internas, fazendo com que os pacientes sejam cada vez mais bem atendidos. Além disso, as tecnologias garantem a qualidade em aspectos fundamentais dentro do meio hospitalar, como a disponibilidade e o bom uso dos materiais necessários, ajudando a evitar desperdícios.

tecnologiaA perspectiva para os próximos anos é de que aumente ainda mais o número de pacientes que buscam o serviço de hospitais particulares. Segundo um estudo desenvolvido pela Covinbra, nas últimas décadas cresceu muito o número de procuras de atendimentos privados na área de saúde, muito devido ao colapso na área de saúde pública, e o número de pessoas com acesso a um plano de saúde tem crescido bastante. A pesquisa ainda aponta como problema a questão de muitos hospitais particulares não investirem na infraestrutura para suprir a demanda, resultando em uma rede de serviços saturados e com pacientes cada vez mais insatisfeitos com a qualidade do atendimento.

Desta forma, é mais do que necessários que as redes hospitalares se adequem a essa nova ordem. Com o mercado em crescente demanda e a tecnologia disponível, inclusive na palma da mão, já não há mais desculpas para o não uso da tecnologia.

m-health


 

Quer saber mais sobre a tecnologia RFID, e outras tecnologias que promovem melhorias no atendimento ao paciente? Baixe nosso Ebook – Datamatrix, RFID e RTLS
autoid

Um comentário em “Tecnologia médico-hospitalar: A transformação no atendimento ao paciente

Deixe uma resposta