Realidade Aumentada

Realidade aumentada: como essa tecnologia vem contribuindo com tratamento terapêutico dos internados

A realidade aumentada (RA) é um conceito que vem ganhando força nos últimos anos. Ela consiste em aplicar conceitos virtuais ao nosso mundo real por meio de equipamentos eletrônicos como celulares, óculos e outros devices.

As possibilidades de aplicação para essa tecnologia são imensas. Informações que estavam antes contidas nas páginas de um livro ou no rótulo de uma embalagem podem “ganhar vida” com seu uso e modificar a experiência que esses produtos produzem.

realidade aumentada

Medicina terapêutica com a realidade aumentada

O tratamento de algumas doenças crônicas e processos recuperatórios podem ser longos, cansativos e desestimuladores. Já não é novidade que, ao adicionarmos fatores externos que motivem ou distraiam o paciente, a eficácia conseguida é maior.

Experiências com leitura em hospitais, a presença de comediantes ou a interação com animais se mostraram promissoras nesses processos, mas envolvem logísticas e custos um tanto complicados para se administrar. A internet das coisas e a realidade aumentada podem possibilitar o mesmo efeito sem as desvantagens do mundo real.

realidade aumentada

Fisioterapia divertida

A fisioterapia é comumente vista pelos pacientes como um processo incômodo, apesar de necessário. Lutar contra a dor para recuperar movimentos é estafante e nada divertido.

Agora imagine sugerir um jogo ao paciente. Aquele movimento repetitivo com o braço ou com a perna é visualizado por ele em uma tela ou nos óculos como uma aplicação real. Os movimentos são “lidos” pela tecnologia e transformados em cenas interativas.

O paciente não está mais apenas movendo o braço, está estourando balões; não está mais movimentando a perna, mas pisando nas teclas de um piano. A cada passo, um novo som. O uso da realidade aumentada em processos de terapia distrai o paciente de seu problema, conseguindo fazer com que ele se aplique mais ao processo e aumente bastante a eficácia do tratamento.

realidade aumentada

Hospital personalizado

Hospitais são ambientes neutros, tristes, onde não gostamos de permanecer durante o tratamento terapêutico, embora sejam indispensáveis em muitos casos. Mas e se pudéssemos enxergar e sentir esse ambiente de uma forma mais amigável?

Isso é possível com o uso da tecnologia, que pode transformar um quarto comum da clínica em um ambiente colorido e alegre para os olhos de uma criança, cheio de personagens e ação, mas também pode se tornar uma tranquila floresta ou se transformar em um gigantesco aquário com peixes nadando em pleno ar.

O tratamento está para passar por uma revolução nos próximos anos e a realidade aumentada fará parte das novas ferramentas de gestão hospitalar.

Reabilitação cognitiva

Mas nem só de processos físicos vive o tratamento terapêutico. A perda temporária ou definitiva de funções cognitivas também pode ser tratada com a introdução de objetos visuais, sons e outras possibilidades virtuais em adição ao ambiente real já vêm sendo utilizadas em processos envolvendo memória, raciocínio, solução de problemas, linguagem e funções executivas.

O paciente pode tê-las perdido em virtude de doenças degenerativas, traumas ou acidentes, e seu tratamento de recuperação pode acontecer de várias formas distintas. Ao utilizar esses recursos tecnológicos, é conseguida uma melhoria acelerada em relação aos processos tradicionais.

A utilização da realidade aumentada permite uma gama maior tanto em variedade quanto em qualidade nos estímulos utilizados para devolver ao paciente a correta percepção do mundo à volta dele.

Profissionais trabalhando melhor

A realidade aumentada pode trazer melhorias na recuperação de vários tipos de pacientes, estejam eles na internação comum ou se recuperando de traumas ou acidentes, assim como pode ser utilizada como ferramenta para os agentes de saúde trabalharem com mais qualidade.

Esses profissionais poderão ser municiados com informações em tempo real sobre o desempenho de diferentes pacientes, acessar informações sobre eles e se comunicarem entre si. As possibilidades são, em teoria, infinitas.

A utilização desta novidade é vantajosa em relação à realidade virtual na intervenção, porque o seu custo é mais baixo. A menor complexidade das aplicações e dos equipamentos usados na realidade aumentada é o que tornará possível seu uso em larga escala em um futuro próximo.

É um cenário onde todos têm a ganhar: pacientes receberão um tratamento mais estimulante e divertido; profissionais da saúde trabalharão com estrutura e recursos melhores e mais completos que os atuais; hospitais precisarão investir menos do que fazem atualmente.


Panorama da saude2018

One thought on “Realidade aumentada: como essa tecnologia vem contribuindo com tratamento terapêutico dos internados

  1. Parabéns pela publicação da matéria! A tecnologia a cada dia está ajudando na recuperação de nossos pacientes. Abraços do Acadêmico de Fisioterapia, Leandro Montarroyos.

Deixe uma resposta