Rastreabilidade de medicamentos – o fim das fraudes já é possível


Distribuidores médicos

 

As fraudes são um dos maiores problemas enfrentados pela indústria de medicamentos brasileira, principalmente pela falta de rastreabilidade de medicamentos . Produtos falsificados se juntam a remédios obtidos por importações ilegais ou por meio de roubos a carga ou a depósitos de medicamentos. O maior prejudicado é o consumidor, é claro, por não ter a certeza se o remédio que está ingerindo irá mesmo fazer o efeito pretendido.

Mas a rastreabilidade de medicamentos já é possível, além de regulamentada pela RDC157 que dispõe sobre a implementação do sistema nacional de controle de medicamentos, o que tornará essas práticas ilegais cada vez mais difíceis e devolverá ao consumidor a certeza de estar utilizando produtos de qualidade. A norma coloca o Brasil em sintonia com o que já acontece em muitos outros países.

Isso é possível graças a uma tecnologia chamada RFID (Radio-Frequency IDentification) ou identificação por radiofrequência. Essa tecnologia já está plenamente estabelecida no mercado e amplamente utilizada em processos logísticos dada a sua facilidade de instalação e de operação somadas à sua eficiência.

É lei

Desde 2016, mas já em discussão muitos anos antes, a rastreabilidade de medicamentos foi oficializada em lei pelo governo brasileiro possibilitando que toda a cadeia produtiva se prepare para utilizar a tecnologia. Agora bastará a instalação de uma etiqueta em cada produto que será lida ou reescrita por terminais de checagem, permitindo a identificação completa do caminho percorrido por aquele medicamento, desde a fabricação até o consumidor.

Dessa forma as fraudes se tornarão muito mais difíceis e tanto os produtores quanto os consumidores se beneficiarão com o controle promovido pela rastreabilidade de medicamentos.

Distribuidores médicos

Distribuidores médicos

A hora é agora

Enquanto ainda há empresas se adaptando ao novo sistema e enquanto o governo não institui uma fiscalização mais severa aliada a um sistema de multas e cassação de licenças, esta é a hora para investir na tecnologia.

Sendo algo já utilizado pelo mercado e havendo uma certeza de que o governo não deverá voltar atrás, o investimento em etiquetas, leitores e, claro, no sistema que irá gerenciar o estoque, é possível investir de forma moderada, parcelada e dentro dos orçamentos anuais de cada companhia antes que seja necessário fazer isso às pressas.

Rastreabilidade de medicamentos

As vantagens da rastreabilidade de medicamentos além do final das fraudes já que o sistema traz benefícios operacionais importantes para quem passa a utilizá-lo.

Pense em um estoque sempre organizado, onde inventários são bem menos frequentes e onde o desperdício é diminuído substancialmente.

Pense em produtos que não mais são perdidos por data de validade espirada e nunca estão em falta já que com a rastreabilidade de medicamentos também é possível saber o número exato de itens em estoque e se programar para eventuais reposições.

Imagine tudo o que é possível realizar com essa tecnologia, mas não fique apenas na reflexão e parta para a ação, pois o mercado, assim como os fraudadores, não irá ficar parado enquanto você se decide.

E deixe a sua opinião sobre esse artigo logo abaixo, assim podemos esclarecer quaisquer dúvidas que ainda existam sobre a tecnologia RFID ou abrilhantar ainda mais a discussão. O seu comentário pode conter a mesma dúvida de tantas outras pessoas, nos ajudar a melhorar nossos artigos ou até gerar ideias para novas discussões.

rastreabilidade


Deixe um comentário

Seu email está seguro conosco.