2017-01-12

Internet das coisas para home care

internet-das-coisas-iotA internet das coisas está sendo considerada por muitos como a próxima revolução tecnológica a acontecer em nosso mundo. Já temos uma geração inteira de pessoas que não sabe como era o mundo sem a internet, e ela se satisfaz usando a grande rede apenas em computadores, em tablets e em celulares.

Do outro lado desse quadro, está uma parcela mais envelhecida da população que, muitas vezes, necessita de cuidados médicos 24 horas por dia. Essas pessoas precisam ser monitoradas e receber cuidados constantes. E a solução para isso pode ser usar a internet das coisas para home care.

Já está provado que home care é a melhor opção para cuidar de idosos ou de pessoas vítimas de doenças crônicas. O ambiente hospitalar, apesar de mais bem preparado, acaba sendo hostil e pouco familiar, agravando muitas vezes o estado de saúde desses indivíduos.

home careVamos tomar, por exemplo, o quadro de uma pessoa com hipertensão arterial. Ao menor sinal de problemas, ela precisa buscar uma ajuda qualificada para aferir a sua pressão arterial e dizer quais são as providências que devem ser tomadas. Num mundo onde a internet das coisas para home care é uma realidade, essa medição pode ser feita por meio de equipamentos, como um computador, conectados à internet, diretamente ou via bluetooth, e que esteja preparado para enviar os dados colhidos ao médico que atende a esse paciente.

Os dados gerados podem mostrar uma tendência suficiente para o médico alterar a medicação ou tomar uma atitude emergencial, caso os valores indiquem algum perigo iminente.

Conforto e praticidade

Ir ao médico não costuma ser a atividade favorita da maioria das pessoas. Para os idosos e para os que possuem dificuldades de locomoção, a tarefa pode pode sair bem cara, dependendo da necessidade e tipo de locomoção.

Com a internet das coisas para home care, visitas desnecessárias são evitadas sem que o paciente fique negligenciado. Ao contrário, seus sintomas estarão sendo vigiados muito mais de perto e com qualidade superior.

Aplicações ilimitadas

Ainda estamos muito aquém das possibilidades da internet das coisas para home care. Os primeiros sistemas se baseiam em monitoramento de sintomas ou de alterações do corpo como temperatura e batimentos cardíacos.

Espera-se que o futuro nos traga a possibilidade cada vez maior de ações preventivas e corretivas realizadas sem intervenção humana. Um sistema para diabéticos que monitora os níveis do paciente, hoje, avisa ao próprio ou a terceiros, a necessidade de uma ação. Logo, esses sistemas contarão com a capacidade de fazer algo a respeito, injetando insulina, por exemplo, quando detectarem tal necessidade.

Essa evolução irá preparar as residências do futuro para tomar conta das pessoas. A internet das coisas para home care poderá funcionar como uma grande rede de sensores espalhada por cada ambiente, cujo intuito é monitoramento e ação.

Esses sensores serão capazes de perceber, por exemplo, que uma pessoa sofreu um ataque cardíaco ou AVC. Ao não detectar movimento do corpo, inicia-se uma série de diagnósticos para que não seja confundido com sono, e, assim que algo errado for percebido, o sistema será capaz de contatar serviços de emergência ou, até mesmo, agir de alguma forma.

Veja também: Sistema inteligente automatiza o monitoramento de ambientes climatizados em hospitais

Custos menores

homecareQuando se fala em tecnologia, sempre surge uma resistência quando aos valores a serem investidos. É preciso saber que a internet das coisas para home care não é só uma tendência, mas algo considerado certo para os próximos anos.

Além do mais, esse investimento estará longe de ser perdido, pois ele representará uma considerável economia em gastos realizados atualmente. O paciente gastará menos com deslocamentos desnecessários ao passo que, os hospitais poderão direcionar suas reservas para manter estruturas em pleno funcionamento.

Os hospitais poderão ser espaços menores e mais bem aproveitados, com circulação reduzida de pacientes e de acompanhantes, o que representará uma economia enorme em insumos de ordem básica como água, energia elétrica, alimentos e até itens de mobiliário em todo o sistema.

Mas não é somente isso. Operfil dos funcionários da área da saúde também deve mudar com a implantação de sistemas de monitoração e ação informatizados. Eles precisarão estar bem qualificados para lidar com a tecnologia, além de serem preparados para agir de formas tradicionais, quando houver algum problema com ela.

A internet das coisas para home care veio para ficar e isso é muito bom, pois representará uma evolução na forma como enxergamos a saúde. Com ela, o hospital será cada vez mais, em casa.

Para saber mais sobre essas e outras novidades da área da saúde, continue com a gente! Estamos sempre de olho nas novidades que trazem benefícios para a saúde dos pacientes e eficiência nos processos médico-hospitalares. Até a próxima!


Baixe gratuitamente o nosso ebook “5 Rights: os cinco certos da administração de medicamentos”

5-rights

Deixe uma resposta