2016-09-14

Integração de sistemas: A mais valiosa decisão operacional

O bem mais valioso do mundo moderno é a informação. Informações valem mais que ouro, pedras preciosas ou ações na bolsa. Isso porque, ao contrário dos bens materiais, os dados têm uma capacidade praticamente ilimitada de gerar oportunidades e possibilitar aumentos na margem de lucro.

O advento da informatização e das comunicações unificadas nos fizeram perceber o quanto se pode fazer a partir da análise de uma grande quantidade de informação. Quando padrões são corretamente identificados e analisados, medidas podem ser tomadas e resultados alcançados.

A área da medicina é especialmente sensível a esse tipo de situação. A análise das informações de um paciente, da sua região geográfica, de seu histórico familiar e de outros agrupamentos por semelhança permite que sejam tomadas ações muito mais eficazes na prevenção ou tratamento de doenças.

Mas, para isso, é preciso abandonar os velhos formulários de papel, tão difíceis de armazenar, e consultar ou agrupar por sistemas unificados. Aqueles que saíram na frente já estão colhendo os frutos. E você? O que vem fazendo para que a estrutura de sua clínica ou hospital acompanhe esse ritmo?

Decisões seguras

Quando vamos ao médico, e ele pergunta sobre nosso histórico, nem sempre nos lembramos de contar todos os incidentes e problemas de saúde que precisam ser ditos para balizar um tratamento. Um paciente alérgico a alguma substância pode sofrer graves consequências se faltar essa informação e o medicamento lhe for administrado. É esperado que um exame ou teste seja feito, mas imagine o custo operacional de se fazer isso a cada novo atendimento clínico.

4

Seria bem mais rápido, fácil e confiável se os profissionais envolvidos pudessem acessar uma única base de dados e checar todos os dados sobre esse paciente. Isso é possível através de sistemas unificados acessados através da internet, por exemplo. Imagine: um mundo onde cada consulta médica, cada medicamento administrado e cada reação consequente estejam registrados e disponíveis, um banco de dados com informação completa para que todos os profissionais de saúde possam ver. Isso com certeza resolveria vários problemas e melhoraria a qualidade do atendimento em saúde.

Ética e segurança

Ainda é utópico imaginar uma base de dados mundial compartilhada por toda a comunidade médica, uma vez que existem interesses comerciais e questões técnicas e éticas envolvidas.

Contudo, o administrador de uma clínica, um hospital ou rede hospitalar já pode criar esse ambiente dentro da parte que lhe cabe. Sistemas integrados podem agilizar e tornar mais eficientes os atendimentos aos pacientes da rede, aumentando a confiabilidade e a acuidade da informação, além de diminuir a possibilidade de erros operacionais.

Pense em uma economia gerada pela não necessidade de consultas ou exames em duplicidade e a satisfação dos pacientes ao perceberem a qualidade do atendimento de um profissional que parece conhecer cada assistido. Faça o cálculo do quanto se pode economizar se um simples clínico geral tiver em sua tela um prontuário com todas as informações prévias daquele paciente. Um dos resultados são consultas mais rápidas e eficientes, abrindo mais horários livres e diminuindo o custoso retrabalho.

Sistemas integrados para fornecedores também

Monitoramento

Proatividade é tomar uma ação antes do surgimento de um problema. É resolver uma questão antes de ela se tornar um incômodo. Para que a proatividade seja possível, é preciso ter acesso à informação, algo possível quando os dados são dispostos de maneira organizada e estão à mão, ou seja, são geridos por sistemas integrados.

Esqueça consultas remarcadas em cima da hora devido à falta de materiais ou de profissionais. Sistemas integrados são capazes não apenas de prover informação, mas de tomar decisões caso sejam programados para tal.

Se o estoque de um equipamento está chegando ao final, os sistemas integrados podem emitir um aviso ao responsável em tempo de uma nova compra ser realizada ou podem até mesmo fazer o pedido ao fornecedor, caso ambos estejam usando sistemas integrados.

É possível até mesmo realizar pesquisas de preço e prazos para conseguir economia na compra ou usar o histórico de meses anteriores para projetar em quanto tempo uma aquisição será necessária. Tudo graças à informação.

Sistemas integrados não são o futuro, mas o presente ganhando forma. A área médica não precisa temer esse avanço, mas abraçá-lo. Afinal, os benefícios trazidos pelo acesso a tanta informação trarão uma nova era de eficiência, deixando para trás quem não estiver pronto para ela.

Se você é administrador de empresa da área ou trabalha no ramo da saúde, continue conosco para saber mais sobre a integração de sistemas, suas vantagens, aplicações e desafios para os próximos anos. Acesse nossos conteúdos em primeira mão, assinando nossa newsletter ou acompanhando nossas redes sociais. Até breve!


Faça o download gratuito dos 5 Motivos para Implementação da Rastreabilidade na Saúde, e veja como esse pode ser o primeiro passo para uma gestão de sistemas integrados em sua clínica ou hospital.

rastreabilidade

Deixe uma resposta