2017-03-24

Hospital conectado: comunicação e tecnologia a favor da saúde

Como é que enxergamos um hospital? Muitas pessoas enxergam como o lugar para onde se vai quando há um problema de saúde. Mas poucos veem os hospitais como parte de um organismo maior.

Não há mais espaço no mundo atual para unidades independentes. O hospital conectado representa uma nova era de eficiência e agilidade, conseguida por meio da tecnologia e da comunicação.

O valor da informação

Muitas pessoas ainda visualizam alguns profissionais como se fossem dotados de uma sabedoria infinita. Por muito tempo, os médicos foram vistos dessa forma, como pessoas que sabiam tudo sobre suas especialidades. Infelizmente, o mundo atual não é mais assim.

Isso acontece porque há muito mais informação disponível. Descobriu-se uma infinidade de doenças, tratamentos, medicamentos e ninguém consegue armazenar tanta informação na memória.

Mas o conhecimento espalhado pelo mundo pode ser rapidamente compartilhado, revisto e ampliado. O hospital conectado coloca seus profissionais em contato com toda a informação disponível, seja nos bancos de dados, seja nas mentes mais brilhantes de profissionais disponíveis por todo o globo. A tecnologia para isso já existe e já está difundida. A comunicação é até simples atualmente.

hospital conectado

Hospital conectado

E houve um tempo em que os consultórios médicos eram verdadeiras bibliotecas. Os livros físicos eram a grande fonte de consulta dos profissionais, dados estatísticos eram obtidos com base em registros no papel e a amostragem era um bairro ou uma pequena cidade.

O hospital conectado coloca os profissionais de diversas partes do mundo em contato direto. A comunicação pode acontecer até em tempo real se for necessário. ,E nesse contexto, a tecnologia permite a cooperação entre hospitais, médicos e outros profissionais da saúde.

Quem ganha com isso? Todo mundo!

O hospital conectado é mais eficiente do que o modelo padrão. A organização tem melhores condições de atender os pacientes que entram e saem todos os dias. Os profissionais se beneficiam da comunicação para ampliarem o conhecimento adquirido em conjunto com seus pares.

A organização ganha em eficácia. Pacientes atendidos de forma mais rápida e correta deixam o hospital mais cedo, gerando custos menores para a organização. Esse excedente pode se tornar lucro ou ser reinvestido em melhorias, como condições de trabalho mais adequadas, instalações mais modernas e salários equiparados com o mercado para os profissionais ali inseridos.

Os pacientes ganham. Desde a maior credibilidade depositada por eles próprios na instituição até o ganho efetivo em soluções mais adequadas e rápidas para os problemas apresentados por eles.

Plantar para colher

O hospital conectado é muito mais do que instalar um link de internet e esperar que as coisas aconteçam. A tecnologia existe para ser usada, mas é preciso implementá-la de forma inteligente e planejada. A comunicação precisa existir de forma ordenada.

Para que isto aconteça, é preciso que os hospitais e outros órgãos direcionados para a saúde estejam preparados para investir em tecnologia. É importante transferir o meio antigo (o papel) para o meio digital e, desta forma, é necessária a aquisição de sistemas e de hardware para que funcionem.

Cabe aos gestores e pessoas de negócios enxergarem adiante. Em primeiro lugar, o hospital conectado não é mais um diferencial competitivo, porém não estar conectado é uma defasagem que precisa ser corrigida o mais brevemente possível.

profissionais da saude

Cada vez mais, profissionais, mecanismos reguladores e os clientes irão exigir o atendimento dessas condições. Eles não aceitarão processos delicados de comunicação sendo realizados sem o uso da tecnologia. Logo, a desvantagem em relação ao mercado será bastante grande.

Começando em casa

Quando se pensa no hospital conectado é importante não olhar apenas para as oportunidades lá fora, mas também é preciso enxergar como se está trabalhando internamente. Estar conectado ao mundo é bom, mas, de nada adiante, se não se está conectado à pessoa ao lado.

A comunicação precisa acontecer bem em todos os níveis internos, desde a simples marcação de consultas e exames periódicos até as mais complexas cirurgias. A tecnologia que nos permite olhar o mundo é a mesma que permite enxergarmos nossos próprios pés.

O sucesso do hospital conectado depende tanto das possibilidades que estão abertas por esse novo grande mundo quanto o que se faz dentro das organizações. É preciso minimizar o uso de papel, adotar modernos sistemas de comunicação, controle e acesso à informação e monitorar tudo cuidadosa e constantemente.


5-motivos-rastreabilidade-LP

One thought on “Hospital conectado: comunicação e tecnologia a favor da saúde

Deixe uma resposta