desafios da saúde

Quais os desafios da saúde na atualidade

A população experimenta o tempo todo mudanças de hábitos de vida, investe em tecnologia e outras praticidades, incluindo as mudanças alimentares, com isso os desafios da saúde. Assim como demonstram estudos científicos publicados o tempo todo, todas estas condições interferem diretamente na saúde – muitas vezes, de forma negativa.

Atrelado ao sedentarismo, hábitos alimentares indevidos, estresse emocional e outros fatores, surgem doenças crônicas e modificam o perfil epidemiológico da população, lançando novos desafios de tratamento e prevenção.

A seguir, conheça como estes fatores interferem na saúde, e assim, lançam desafios para o ano de 2019!

Inversão da pirâmide etária

A estatística utiliza uma pirâmide para representar o perfil da população, incluindo sexo e idade. Aproveitando-se deste dado para a saúde, torna- se possível identificar quais são os maiores públicos, e consequentemente, imaginam-se quais doenças mais serão diagnosticadas.

Atualmente, com o envelhecimento da população e redução do número de nascimentos, tem-se uma inversão da pirâmide etária. Como as pessoas vivem mais, é natural esperar-se que mais doenças surjam neste público.

Este é um importante desafio para a saúde em 2019, pois se torna necessário atender à demanda das doenças crônicas, bem como tratá-las – o que gera um alto custo para a saúde.

Além disso, uma forma de resolver o problema é através do trabalho com equipe multidisciplinar e capacitação de médicos para atendimento nos níveis de atenção básica.

Aumento da demanda por exames complementares

Felizmente, os avanços da medicina permitiram que uma série de exames diagnósticos fossem desenvolvidos e implementados nos serviços de saúde. Mas, ao mesmo tempo, surge a problemática da utilização indevida destes.

Médicos cada vez mais lançam mão destas modalidades diagnósticas, o que acaba por gerar um excesso de exames complementares, e consequentemente, aumento dos gastos (tanto no SUS como em planos de saúde).

Este também é um desafio atual enfrentado pela saúde, e pode ser amenizado se houver priorização da semiologia e conscientização quanto ao pedido de exames.

Resistência aos antibióticos

Embora esta problemática não tenha surgido este ano, é de se esperar que ela seja mais um desafio em saúde para o ano de 2019.

No passado, houve uso indiscriminado de antibióticos, o que tornou as cepas bacterianas extremamente resistentes. Atualmente, existem algumas patologias causadas por bactérias que são incuráveis, as quais estão altamente presentes no ambiente hospitalar e causam milhares de mortes ao ano.

Com isso, pesquisadores têm voltado seus olhares para a criação de novas terapias, o que ainda parece estar longe de uma solução definitiva.

BI

Alta incidência dos cânceres

O aumento de doenças crônicas (e inclusive, a mortalidade por elas) é uma realidade epidemiológica, e dentre os diagnósticos possíveis está o câncer.

O câncer é uma doença de ordem multifatorial,  aparentemente incurável e que necessita de um acompanhamento e tratamento intenso, este é um dos desafios da saúde, – e que gera um custo muito alto ao SUS e convênios.

Além de causar milhões de mortes ao ano, a necessidade de um grande investimento financeiro nesta doença é um grave problema, e tende a aumentar.

Embora os exames de rastreio tenham reduzido a necessidade de intervenções, ainda há muito para se melhorar neste assunto. Portanto, pesquisas científicas e novas drogas deverão ser desenvolvidas, procurando minimizar os desafios da saúde.

Baixa adesão aos tratamentos – Desafios da saúde

Com a popularização da Internet, o acesso à informação é uma arma que está na mão de todos, e muitas vezes, leva a dados incoerentes e inválidos.

O “dr Google” é cada vez mais consultado quando sintomas surgem, e tem servido de ferramenta autodiagnostica para leigos. Ou ainda, pacientes vão ao atendimento médico, mas após a finalização deste, buscam informações online que muitas vezes diferem da realidade e verdade, e assim, há quebra do vínculo, este é um dos casos em que a tecnologia traz aqueles desafios da saúde.

Tudo isso promove a automedicação e baixa adesão a tratamentos propostos por médicos, um problema que deve urgentemente ser resolvido, mais um desafio da saúde.

Para isso, torna-se necessário disponibilizar fontes fidedignas de informação, e cabe aos médicos estabelecer vínculos de confiança com o paciente.

5certos

Deixe uma resposta