Absenteísmo

Absenteísmo as consultas médicas: como resolver este problema?

Estudos recentes demonstram que existe absenteísmo em até 50% das consultas médicas. E, muito provavelmente, o seu hospital ou clínica já enfrentou este problema.

Sabe-se que este dado gera um imenso impacto na rotina do estabelecimento, visto que os agendamentos demandam a exclusividade do profissional daquele momento, além de recursos financeiros que precisam ser disponibilizados para tal.

Muito além do impacto econômico, sabe-se que haverá o reagendamento, o qual também pode resultar em absenteísmo. E então, tem-se um ciclo de constantes agendamentos e faltas. Mas, quais motivos levam os pacientes a faltar? Como amenizar este impacto? Saiba tudo a seguir!

Quais motivos levam os pacientes a faltar uma consulta?

Sem dúvidas, este deve ser um ponto levantado dentro de cada instituição, pois os motivos de absenteísmo variam conforme o tipo de público atendido. Por exemplo, um agendamento com um clínico geral para tratar de um evento agudo, em que se conseguiu agendamento para apenas uma semana após a queixa, pode ser que a falta se dê pela melhora e resolução espontânea dos sintomas.

De uma forma geral, pode-se dizer que os principais motivos de falta à consulta médica são:

  • Resolução dos sintomas até o dia da consulta;
  • Esquecimento;
  • Demora até a data agendada;
  • Mau atendimento no momento do agendamento;
  • Dentre outros.

BI

Impactos do absenteísmo para o consultório/clínica

Muito além do impacto financeiro que as faltas às consultas acarretam, existem outros malefícios, que acometem também os pacientes.
Alguns estudos mostraram que o absenteísmo resulta em maiores tempos de espera por uma nova consulta, o que desagrada os pacientes e podem levá-los a desistir do atendimento médico – ou mesmo motivá-los a buscar outro profissional.

Deve-se considerar que o médico terá diversas “janelas” de horários em seu dia, que embora possam servir de encaixe para outros pacientes, não terão a mesma produtividade que o esperado com a agenda. Portanto, a melhor saída é apostar em estratégias para minimizar o número de faltas.

Como minimizar o problema?

Pode-se afirmar, com certeza, que o absenteísmo às consultas médicas se trata de um problema de gestão. A aplicação de medidas e adoção de estratégias simples pode revolucionar o cenário de agendamentos em seu estabelecimento.

Algumas formas de combater o problema seriam:

    1. Facilitar a desistência: deixar o paciente livre para desmarcar a sua consulta é uma boa estratégia, e isso pode ser feito via aplicativos ou SMS.

BI

  1. Lembrar o paciente: muitas vezes, o agendamento foi feito há algum tempo, e enviar lembretes pode diminuir as taxas de falta. Deve-se ter em mente que o aviso precisa ser enviado algum tempo antes da consulta, que seja o suficiente para deslocamento, e também, caso haja desistência, possa ser realocado outro paciente em tal horário.
  2. Oferecer o reagendamento: imprevistos acontecem, e nestes casos de desistência o paciente deve ser sempre bem acolhido pelos atendentes e incentivado a reagendar a consulta.

“Ajudinha” dos softwares

Atualmente existem diversos aplicativos e softwares que podem auxiliar na gestão e acompanhamento na marcação de consultas, o que ajuda a evitar o absenteísmo e otimizar o tempo das consultas.

A tecnologia tem muito a acrescentar e com certeza vai desenvolver muito o setor da saúde nos próximos anos. Para que isso aconteça de forma rápida e eficaz, é essencial que as pessoas pertencentes a esta esfera estejam hábeis a utilizar as novas ferramentas e dispostas a atualizar-se constantemente as novas tecnologias.

Conta pra gente quais suas maiores dificuldades na utilização de novas tecnologias.

BI

Deixe uma resposta